Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor



currently-reading


goodreads.com



Opinião | Ensaios sobre Fotografia

por Alexandra, em 15.02.17

susansontag (1).jpg

Título: Ensaios sobre Fotografia

Autor: Susan Sontag

Editora: Quetzal Editores

 

Este livro de ensaios sobre fotografia de Susan Sontag é essencial aos amantes de fotografia. O primeiro ensaio - Na caverna de Platão - é deveras fascinante, essencialmente, porque já foi escrito há mais de 40 anos (1973), e permanece tão actual. Este ensaio deixou-me com imensa pena de não haver um ensaio mais recente neste livro, por exemplo, do início dos anos 2000 (Susan Sontag morreu em 2004).

A fotografia, mais recentemente, transformou-se num divertimento quase tão praticado como o sexo e a dança, o que significa que, como todas as formas de arte de massas, a fotografia não é praticada pela maioria das pessoas como arte. É sobretudo um rito social, uma defesa contra a ansiedade e um instrumento de poder.

Pela primeira vez na história, um largo sector da população sai regularmente do seu meio habitual por curtos períodos de tempo. E parece bem pouco natural passear sem levar uma câmera fotográfica. A fotografia será sempre a prova indiscutível de que a viagem foi feita, de que o programa se cumpriu e de que as pessoas se divertiram.

Nesta comédia que é o safari ecológico, as armas metamorfosearam-se em câmeras, porque a natureza deixou de ser o que sempre foi: aquilo de que o homem tinha de se proteger. Agora a natureza - subjugada, ameaçada, em perigo de extinção - necessita de ser protegida das pessoas. Quando sentimos medo disparamos. Mas quando nos sentimos nostálgicos, tiramos fotografias.

 

A partir do primeiro ensaio, foi difícil manter o ritmo de leitura, o livro tornou-se um pouco mais técnico e, para mim, mais aborrecido. Acredito que, para algumas pessoas, os ensaios em que se fala da ameaça que a fotografia foi, nos primeiros tempos, para a pintura, da justaposição de pensamentos de filósofos, pintores e fotógrafos, seja tremendamente interessante, mas para o leitor comum, acaba por tornar-se um tanto ou quanto repetitivo e cansativo quando chegamos a meio do livro.

 

Ainda assim, este livro deixou-me com uma imensa vontade de fotografar e de aprender mais sobre fotografia, e com um interesse enorme por esta intelectual norte-americana que foi professora universitária, activista na defesa dos direitos das mulheres e dos direitos dos humanos em geral, ficcionista e ensaista. Espero ler, muito em breve, Renascer, o primeiro de três volumes de diários e apontamentos de Susan Sontag.

 

Pontuação: 3

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Leonor a 15.02.2017 às 16:18

"Olhando o sofrimento dos outros" é considerado como uma adenda a este.
Imagem de perfil

De Anti-Social a 15.02.2017 às 20:31

Já li o "olhando o sofrimento dos outros" mas este não. Adoro a Susan Sontag e as suas reflexões.
Imagem de perfil

De Alexandra a 16.02.2017 às 23:25

Anti-Social, então deves adorar este :)
Imagem de perfil

De Alexandra a 16.02.2017 às 23:25

Obrigada, Leonor!
Imagem de perfil

De The Travellight World a 15.02.2017 às 23:50

Adoro os trabalhos de Susan Sontag e da sua companheira Annie Leibovitz. Já li o Renascer e gostei muito!
Imagem de perfil

De Alexandra a 16.02.2017 às 23:26

Fiquei muito curiosa para o ler, obrigada pelo feedback! :)

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor



currently-reading


goodreads.com